Assaltantes explodem três agências bancárias em Tutóia; polícia ainda não tem pistas da quadrilha

As policiais Militar e Civil estão em campo para tentar identificar e localizar os assaltantes que explodiram três agências bancárias em Tutóia, a 226 km de São Luís, na madrugada desta segunda-feira (7), por volta de 1h.
Fortemente armada, a quadrilha se dividiu em grupos para tentar evitar a ação rápida dos policiais enquanto outros atacavam as agências do Banco do Brasil, Bradesco e Bando do Nordeste.
Os bandidos destruíram as agências com o uso de explosivos e chegaram a fazer reféns durante a ação criminosa. A quadrilha seria formada por mais de 20 bandidos que usavam fuzis e metralhadoras.
Muitos tiros foram disparados e uma viatura da Polícia Militar foi atingida na ação criminosa. A polícia suspeita que o bando criminoso é formado por assaltantes interestaduais, mas que contam com o apoio de bandidos do Maranhão.
A Polícia Civil encaminhou equipe especializada do Departamento Estadual de Combate a roubos contra Instituições Financeiras (Decrif) e peritos, por via aérea. Eles já estão na cidade para colher mais dados sobre a ação criminosa.
Segundo informações da polícia, os criminosos atingiras os cofres do Banco do Brasil e Banco do Nordeste. O cofre do Bradesco ficou intacto. Não havia grande quantidade de dinheiros nos cofres dessas agências. Ainda não há estimativa do montante levado pelos assaltantes.
Por meio de nota, a Secretaria de Segurança Pública do Maranhão (SSP-MA) e a Polícia Civil do Maranhão (PC-MA) se pronunciaram sobre os assaltos.

Leia a nota na íntegra:

A Secretaria de Segurança Pública do Maranhão (SSP-MA) informa que na madrugada desta segunda-feira (7) um grupo armado invadiu três agências bancárias no município de Tutóia e, em duas delas, o bando teve acesso ao cofre e levou uma quantia ainda não contabilizada. Durante a ação, os criminosos atiraram contra a viatura da Polícia Militar do município de Paulino Neves que também fazia o policiamento na região. Não houve registro de feridos.
A Polícia Civil do Maranhão (PC-MA), por sua vez, informa que equipes do Departamento Estadual de Combate a roubos contra Instituições Financeiras (Decrif) estão em diligências para localizar e prender os suspeitos na ação.
Além disso, peritos foram encaminhados até o município para colher impressões digitais e analisar imagens de câmeras de segurança que vão auxiliar na identificação dos autores da ação.